“Não vale o risco”: pai de Elon Musk não aceita andar em Tesla nem de graça e pede presente de outra marca

GUO


Errol Musk, pai de Elon Musk, recusou um presente inusitado de seu filho: um carro da Tesla. O gesto familiar levanta questões sobre praticidade, preferências pessoais e implicações financeiras no contexto dos super-ricos.


Embora seu filho, Elon Musk, tenha oferecido um Tesla dos Estados Unidos para a África do Sul, cobrindo todos os custos de envio e impostos de importação (estimados em US$ 180 mil), Errol recusou. Ele mencionou preocupações logísticas, como a falta de serviço pós-venda e representantes da Tesla na África do Sul, além da inexistência de estações de carregamento.


Essas preocupações levantam questões mais amplas sobre a viabilidade econômica da expansão global da Tesla. Embora o custo de envio seja relativamente pequeno para Elon Musk, a recusa destaca os desafios enfrentados pela empresa ao expandir para novos mercados.


Errol Musk decidiu manter-se no controle da negociação, recusando a total ajuda financeira do filho. Ele expressou uma preferência pessoal por dirigir um Rolls-Royce, rejeitando a possibilidade de aceitar um Tesla, mesmo como presente.


A recusa do presente, apesar da generosidade e das preocupações levantadas, foi considerada surpreendente, principalmente porque se trata de um presente entre familiares, mas ressalta a importância das preferências pessoais, mesmo dentro de uma família profundamente envolvida na indústria automobilística e tecnológica.

#buttons=(Accept !) #days=(20)

Our website uses cookies to enhance your experience. Check Now
Accept !