Megatubarão 2 domina as bilheterias com seu estilo criativo e divertido

GUO

Megatubarão 2: A diversão irreverente que devora blockbusters concorrentes

Megatubarão 2 chegou aos cinemas com uma proposta divertida e repleta de ação, mas alguns momentos deixam a desejar para os fãs do astro Jason Statham. O filme parece ceder ao estereótipo de ser apenas "mais um veículo de ação" para o talentoso ator, o que pode desapontar aqueles que buscam a verdadeira estrela da história: o gigantesco tubarão.

No entanto, é na metade do longa-metragem que Megatubarão 2 realmente conquista o público. A preparação até o grandioso confronto entre Statham e os antagonistas é executada com uma deliciosa autoironia, garantindo momentos divertidos e inesperados. Reencontramos o protagonista Jonas (Statham) alguns anos após os eventos do primeiro filme, agora trabalhando em uma estação de pesquisa marinha co-liderada por Jiuming (Wu Jing), irmão de Suyin, o interesse romântico do herói no filme anterior.

A abordagem do roteiro para os dilemas dramáticos é singular, destacando-se pela irreverência e autenticidade. Jonas é retratado como um pai dedicado à filha Meiying (Shuya Sophia Cai), deixada sob seus cuidados após a morte de Suyin. No entanto, ao invés de abordar a paternidade de forma melancólica, o filme transforma a relação de Jonas com Meiying em um elo para unir os dois heróis do filme, criando uma amizade "broderagem" implícita.

Megatubarão 2 também se destaca pela brincadeira com seus personagens humanos. Sienna Guillory interpreta uma vilã capitalista de forma gloriosamente imitativa, enquanto Sergio Peris-Mencheta compõe o papel de capanga com comprometimento divertido. Além disso, os coadjuvantes DJ (Page Kennedy) e Mac (Cliff Curtis) ganham espaço e tornam-se favoritos, agregando um toque ordinário e autêntico à franquia.

A escolha do diretor Ben Wheatley para comandar o filme prova-se acertada, trazendo seu humor mórbido e tonalmente ousado para a história. Wheatley, em colaboração com o fotógrafo Haris Zambarloukos, utiliza perspectivas forçadas e tomadas do ponto de vista do tubarão para criar cenas dinâmicas e descontraídas. O montador Jonathan Amos também contribui para manter o clima de diversão mesmo nos momentos de maior ação.

O resultado é uma experiência de entretenimento eficiente, superando muitos blockbusters inchados e autoimportantes dos estúdios de Hollywood. Megatubarão 2 abraça sua proposta com coragem, não temendo o julgamento crítico, mas sim contando com isso para se tornar um clássico cult. Enquanto outros filmes buscam aceitação acadêmica, este abraça seu apelo trash e entrega uma diversão empolgante e despreocupada.

Portanto, se você procura uma aventura com caos e o megatubarão como protagonista, Megatubarão 2 é a escolha certa para uma sessão leve e emocionante nos cinemas. Prepare-se para embarcar em uma jornada repleta de risadas, ação e tubarões gigantes, e não se preocupe em levar o filme a sério - afinal, a diversão descompromissada é o verdadeiro objetivo desta produção audaciosa.

#buttons=(Accept !) #days=(20)

Our website uses cookies to enhance your experience. Check Now
Accept !