Calor Extremo na Europa Causa Incêndios e Sobrecarga nos Hospitais

GUO

Roma Registra o Dia Mais Quente de sua História Enquanto Ondas de Calor Assolam o Hemisfério Norte

A Europa enfrentou terça-feira uma das mais brutais ondas de calor já registradas em sua história, acompanhada por incêndios florestais devastadores e alarmantes alertas de saúde pública. Essa onda de calor excepcional também atingiu partes da Ásia, Norte da África e Oriente Médio, sobrecarregando os serviços de emergência médica e colocando a população em risco. Roma, em particular, viveu um dia histórico ao registrar a temperatura mais alta já medida em sua região.

As autoridades meteorológicas alertaram sobre os perigos do calor extremo para a saúde pública, pedindo às pessoas que se mantenham hidratadas, evitem a exposição prolongada ao sol e procurem locais com climatização adequada para se protegerem. Entretanto, a onda de calor tem resultado em um aumento significativo no número de atendimentos de emergência em hospitais em toda a Itália, com os termômetros atingindo valores impressionantes.

Roma, a capital italiana, foi uma das cidades mais afetadas, experimentando temperaturas sem precedentes. Com o termômetro chegando a 41,8°C nesta terça-feira, Roma estabeleceu um novo recorde histórico, superando a marca anterior de 40,7°C estabelecida em junho de 2022. Cidades como Sicília e Sardenha também enfrentaram temperaturas extremas, atingindo máximas de 41°C e 45°C, respectivamente.

O calor excepcional levou os hospitais italianos ao limite, com um aumento notável no número de pacientes buscando atendimento médico. Algumas unidades de emergência relataram um acréscimo de 20 a 25% no volume de pacientes com sintomas relacionados ao calor, incluindo desidratação e outros problemas de saúde causados pela exposição prolongada a altas temperaturas.

continue lendo...


#buttons=(Accept !) #days=(20)

Our website uses cookies to enhance your experience. Check Now
Accept !