Ministro de Lula vai a carnaval e paga diárias com verba pública

GUO

Ministro Márcio Macêdo (PT) Envolvido em Controvérsia por Viagem com Recursos Públicos para Carnaval Fora de Época


O ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Márcio Macêdo, membro do Partido dos Trabalhadores (PT), se encontra no epicentro de uma polêmica que envolve o uso de recursos públicos para custear uma viagem para Aracaju, Sergipe, onde participou de uma festa de carnaval fora de época em novembro do ano passado. A revelação da viagem, ocorrida entre os dias 3 e 5 de novembro, levanta questionamentos sobre a justificativa apresentada pela Secretaria-Geral para a utilização dos recursos públicos.


A versão oficial afirmou que os três servidores que acompanharam o ministro na viagem estavam lá para uma visita a uma Organização Não Governamental (ONG) cuja sede, segundo dados da Receita Federal, está localizada em um município vizinho a Aracaju. No entanto, a agenda oficial do ministro não registrou qualquer missão no período da viagem, alimentando dúvidas sobre a verdadeira finalidade da visita.


O custo total da viagem foi de R$ 18.559,27, incluindo passagens e diárias para o fotógrafo oficial da pasta, Bruno Fernandes da Silva, conhecido como Bruno Peres, o assessor Yuri Darlon Góis de Almeida e a gerente de projetos Tereza Raquel Gonçalves Ferreira. Desse montante, R$ 3.656 foram destinados às diárias dos três servidores, enquanto o restante corresponde às passagens.


Chama atenção o fato de Márcio Macêdo não ter compartilhado em suas redes sociais nenhuma foto relacionada à suposta visita à ONG, contrastando com as 28 imagens e um vídeo divulgados da festividade em Aracaju. Importante destacar que a capital sergipana é considerada o reduto eleitoral do ministro.


O fotógrafo Bruno Peres, encarregado de documentar os momentos do ministro durante a agenda particular, teve suas imagens creditadas nas redes sociais de Márcio Macêdo. Esse episódio levanta questionamentos sobre a ética e a legalidade do uso de recursos públicos para atividades pessoais, especialmente quando estas não estão relacionadas às funções oficiais do ministro.


Em uma das fotos divulgadas, Márcio Macêdo aparece ao lado do casal Lurian Lula da Silva e Danilo Segundo. Lurian é filha do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), enquanto Danilo é pré-candidato à prefeitura de Aracaju pelo Partido dos Trabalhadores.


A Secretaria-Geral da Presidência da República anunciou a abertura de uma sindicância para investigar o caso, e o Ministério Público junto ao Tribunal de Contas da União (MPTCU) solicitou ao Tribunal de Contas da União (TCU) que apure se os recursos foram utilizados de maneira irregular. Este escândalo coloca em xeque a responsabilidade e transparência no uso de recursos públicos, suscitando debates sobre a conduta ética de autoridades governamentais e a necessidade de fiscalização efetiva para garantir a integridade no uso do dinheiro público.

 

Tags

#buttons=(Accept !) #days=(20)

Our website uses cookies to enhance your experience. Check Now
Accept !