Esposa de Will Smith revela crises severas de depressão: ‘Bagunça crônica’

GUO

"Jada Pinkett Smith Compartilha Luta Contra a Depressão e Trauma em Entrevista Reveladora"

Em uma entrevista corajosa à revista *People*, a aclamada atriz Jada Pinkett Smith abriu seu coração sobre sua batalha silenciosa contra a depressão e o trauma. A estrela de Hollywood, conhecida por seu talento e beleza, revelou os momentos sombrios que enfrentou ao redor de seu aniversário de 40 anos, descrevendo uma luta interior intensa que a levou à beira do desespero.

Jada, casada com o famoso ator Will Smith, compartilhou detalhes dolorosos de seu passado em seu novo livro, intitulado *“Worthy”*, oferecendo aos leitores uma visão íntima de sua jornada emocional. Nas palavras dela, "crises de depressão e desesperança avassaladora arderam até se transformarem em fogo infernal em meu coração partido". Ela falou sobre sentimentos de não merecer amor, apesar da vida aparentemente perfeita que ela havia alcançado.

"A terapia ajudou até certo ponto. Cheguei aos quarenta! Mas para que fim?", questionou Jada. Ela admitiu que, naquela época, era uma "bagunça crônica", e que seus filhos, Jaden, de 25 anos, e Willow, de 22, eram suas únicas razões para continuar. "Mais tarde, eu seria diagnosticada com trauma complexo e TEPT [transtorno de estresse pós-traumático] e dissociação, mas sem esse guia, eu era uma bagunça crônica sem solução, sem possibilidade de cura", acrescentou ela.

O relato de Jada destaca a importância de falar sobre saúde mental, mesmo para aqueles que parecem levar uma vida glamorosa. Ela descreveu suas manhãs como "caminhar na prancha da desgraça", enfrentando o dia com dificuldade e buscando qualquer raio de esperança para se agarrar. "Todas as manhãs, acordar era como caminhar na prancha da desgraça – conseguiria chegar às 16h? Se pudesse, teria sobrevivido ao dia", disse ela.

Apesar de seus próprios desafios, os filhos de Jada foram sua fonte de alegria e motivação. "Meus filhos conseguiam colocar um sorriso em meu rosto e eram minha única motivação para me manter em movimento, mas cada vez mais eu sentia que estava perdendo o controle da conexão com eles".

A honestidade e vulnerabilidade de Jada Pinkett Smith estão lançando luz sobre uma realidade muitas vezes oculta por trás dos holofotes de Hollywood. Sua coragem ao compartilhar sua história não apenas ressoa com aqueles que enfrentam desafios semelhantes, mas também destaca a necessidade urgente de mais compreensão, empatia e apoio para aqueles que lutam contra doenças mentais e traumas.

#buttons=(Accept !) #days=(20)

Our website uses cookies to enhance your experience. Check Now
Accept !